23 de jul de 2017

Trilogia Saints 1 - Gabriel




Sinopse

Muitas pessoas nos consideram anjos, outros acreditam que somos enviados o inferno. Na verdade, nós somos o que quiserem, desde que pague o nosso preço. Não nos importamos com ninguém, o centro do nosso universo, são nossas famílias. Somos descendentes da máfia italiana, fomos criados para assumir um império e programados para passar por cima de quem quer que for para atingir nosso objetivo.
Eu sou Gabriel, presidente da terceira geração do clã Saints. Minha missão de vida é a prosperidade e proteção dos meus. Sou um dos maiores negociadores mundiais, estou sentado acima do bem e do mal que aflige o mundo. Mas minha vida não é fácil e piora quando Micaylah cruza o meu caminho.
Sou Micaylah, assistente do presidente da terceira blá blá blá Saints. Minha missão de vida é infernizar a vida dele, coisa que fazia com muito gosto até o meu chefe cruzar os meus pensamentos, nu. Eu não sei o que aconteceu, mas em um dia eu o detestava e no outro, eu o desejava.
Nós somos os Saints e essa é nossa história de amor.

Resenha

Eis que a sumida (eu kk) resolveu aparecer, depois de meses de reclusão, também conhecido como faculdade.
Confesso para vocês que comecei a ler esse livro sem expectativa nenhuma, achando que ia ser mais do mesmo. Pense numa pessoa surpreendida, eu!
No primeiro livro do clã Saints, temos um vislumbre geral dos homens em forma de pecado da tríade que comanda a porra toda”, Elemiah, o mais descontraído, Raziel, o mais centrado, e Gabriel, o chefe com temperamento explosivo. Todos são lindos e exalam poder e escuridão. Acho que a autora deu uma profundidade razoável para seus personagens, mostrando mais do que a superfície que geralmente vemos em livros de mafiosos.
Nossos protagonistas, Gabriel e Micaylah, se conhecem desde que eram crianças, pois Micaylah ficou como protegida dos pais dele após um suspeito acidente que matou os pais dela, que eram nada mais nada menos do que os chefes da máfia italiana. Micah e Gabe se alfinetam a cada oportunidade, e ela é a única que pode realmente tirá-lo do sério. No fundo, ela sempre teve uma queda por ele, mas tenta se reprimir e não admite isso nem para si mesma, e faz de sua diversão diária infernizar a vida de Gabe. Ele, por outro lado, nunca a olhou dessa forma, ainda mais quando a moça vai trabalhar como sua assistente, com roupas largas e pouco femininas, e usa esse fato para atormentá-la a todo minuto. 


“- Você é um idiota repugnante, Gabriel Saints! Espero que você se engasgue com sua saliva e morra sufocado. Eu, como sua assistente, vou garantir que se debata no chão até perder a consciência e só chamarei o socorro quando tiver certeza que seu coração de gelo parou de bater.”

Enquanto nosso casal trabalha puxando os botões um do outro, conhecemos um pouco da família Saint, suas mães e tias são verdadeiras feras, e o amor que une essa grande família é tão espesso que quase podemos pegá-lo nas mãos.

A trama vai se desenrolando nos dando vislumbres do mistério que persegue Micaylah, vemos como o perigo a persegue e como, aos poucos, Gabriel vai desenvolvendo sentimentos por ela, mesmo que ele não os admita.

“Paro na porta da sala de conferência e volto-me para ela. Analiso seu semblante abatido e o curativo em seu pescoço desperta minha ira. Eu encontrarei o filho da puta que fez isso. Não porque eu goste da minha assistente ou nada assim, mas tudo tem limite, não é? Ferir minha assistente foi um pouco demais. Não que eu me importe... Ótimo! Agora estou com pensamentos redundantes!”

E essa é a parte mais gostosa do livro. O casal vai se apaixonado aos poucos, primeiro a atração, depois o cuidado e a importância na vida um do outro, que desperta um sentimento que eles não sabem o que é, até que finalmente admitem que é amor.

Para dar um toque a mais na história, o livro é repleto de referências musicais, como a que embala nosso casal no primeiro beijo! Pillowtalk de Zayn:

Iremos devagar e em ritmo elevado.
Claro e escuro. Abraça-me com força e delicadeza.
Eu estou vendo a dor, vendo o prazer.
Ninguém além de você, ninguém senão eu. Ninguém, mas nós!Corpos juntos. Eu adoraria abraçá-la, hoje e sempre. Eu adoraria acordar ao seu lado. 



Apesar de ter um apelo sexual forte no livro, a história é envolvente e realmente boa de se ler, ainda mais com o fato de ir mostrando um pouco dos outros personagens, nos fazendo ansiosos para ler a história dos outros integrantes desse grupo.



0 comentários:

Postar um comentário

'