28 de fev de 2017

Citações - Harry Potter

Olá, Amantes!

Nesse post, quero compartilhar com vocês algumas das minhas frases preferidas da saga que me fez entrar de vez no mundo da leitura. (se você leu nosso "Quem Somos" inteiro sabe exatamente de que saga estou falando! Não leu? Leia AQUI)
O mundo fantástico da J. K. fez parte da minha infância/adolescência e moldou grande parte da pessoa que eu sou hoje, e para melhorar eu ainda nasci em pleno 30 de Outubro, véspera do Dia das Bruxas! Meu sonho era o Hagrid arrebentar minha porta e me levar para Hogwarts, mas enfim né kkk

Vamos as frases:



"Não vale a pena mergulhar nos sonhos e esquecer de viver." - Dumbledore
"Todos temos luz e trevas dentro de nós. O que nos define é o lado com o qual escolhemos agir." - Dumbledore
 "Espero que estejam satisfeitos com o que fizeram. Podíamos ter sido mortos, ou pior, expulsos!"  - Hermione

Ela tem que decidir o que é prioridade

"Você! Sua barata nojenta, abominável e asquerosa!" - Hermione falando com Draco
 "Você é a pessoa mais maravilhosa que eu já conheci." - Rony falando com Hermione

PS: imagens encontradas na internet, não vou colocar as referências exatas pois as encontrei no Google e já não lembro os sites kkk sorry

17 de fev de 2017

Juntando os pedaços


Sinopse:
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Sinopse via Skoob

Resenha:

Esse é o segundo livro da Jennifer Niven que eu leio e ela já está na minha lista de autores preferidos.
Ela tem uma sensibilidade tão grande, fala com tanta propriedade de sentimentos, dores, dilemas.
Este é um livro que me fez chorar, rir e refletir muito.
Nunca tinha ouvido falar sobre prosopagnosia, a doença que Jack Masselin tem. Fiquei imaginando o quanto deve ser difícil não reconhecer o rosto nem das pessoas que mais se ama e mais ainda ter que esconder esse problema de todos.
É como estar todos os dias em uma festa à fantasia onde todos esperam ser reconhecidos.
Quanto a Libby, que menina incrível. Ela já foi considerada a adolescente mais gorda dos Estados Unidos e após perder 140 kg e passar o ano estudando em casa, ela vai enfrentar o ensino médio e a maldade de muitas pessoas.Mas ela se recusa a baixar a cabeça, afinal, como ela diz: “Não Perdi quase 140 Kg e deixei de comer pizza e bolacha para ser humilhada".
Me identifiquei muito com a Libby, embora nunca tenha vivido experiências tão intensas quanto as dela,gostaria muito de ter lido esse livro na minha adolescência pois teria me ajudado a entender naquela época que minhas imperfeições e diferenças fazem de mim que eu sou e que não somos inferiores por não estar dentro de padrões estabelecidos seja lá por quem for.
Jack e Libby se encontram de forma nada amigável mas depois a relação entre eles vai sendo construída de uma forma muito verdadeira e intensa.
Poucas vezes o título de um livro (pelo menos a tradução dele) fez tanto jus a história. Juntando os pedaços é exatamente como o título sugere. Você tem que juntar os seus pedaços e seguir, da forma que der, mas tem que seguir. Não pode se entregar.




9 de fev de 2017

Por Lugares Incríveis


Sinopse:

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.


Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Sinopse via Skoob

Resenha:

Sabe quando você só ouve críticas positivas sobre um livro e começa a ler com expectativas altíssimas? então, isso aconteceu com esse livro, e para a felicidade dessa que vos escreve essas expectativas foram super atendidas, esse livro é maravilhoso. Esse é o primeiro livro da Jennifer Niven que eu leio e já quero ler tudo que essa mulher já escreveu.
Para quem assim como eu ama uma história dramática, intensa e que te faz refletir sobre a vida, Por lugares incríveis é perfeito.
A autora escreveu sobre um assunto tão delicado como o suicídio, com uma sensibilidade tão grande.
A relação entre Violet e Theodore é maravilhosa, a forma como ambos enfrentam seus problemas, emoções, lembranças e ao mesmo tempo ajudam um ao outro, fez com que eu me envolvesse demais.

Você precisa de um baita tranco, não de um empurrãozinho. Você precisa retomar as rédeas. Ou vai ficar em cima do parapeito que construiu pra si mesma pra sempre.
Além do sentimento dos protagonistas em relação ao suicídio,no decorrer da história Theodore cita alguns dados estatísticos sobre o tema, e tudo isso me fez refletir muito à respeito. Esse é um daqueles livros que quando eu acabo de ler, fico algum tempo olhando para o nada e refletindo sobre a vida.
Enfim, por lugares incríveis é um excelente livro e eu super recomendo.


'